5 DICAS PARA OTIMIZAR O ATENDIMENTO AO PACIENTE

Uma das atividades mais delicadas dentro da área de saúde é o atendimento ao paciente. Lidar com pessoas em momentos de fragilidade e vulnerabilidade é uma tarefa que demanda preparo, sensibilidade e muita empatia dos profissionais envolvidos.

Seja em uma clínica, hospital ou consultório, é necessário compreender que a qualidade do atendimento não se baseia, apenas, em diagnósticos e tratamentos corretos. Mas, também, na experiência do paciente e seus acompanhantes desde a triagem na recepção até a sua saída.

Não existe uma fórmula mágica capaz de moldar todos os hospitais ou clínicas em um mesmo ambiente. É necessário compreender vários fatores como, por exemplo, o perfil dos pacientes atendidos. Porém, as 5 estratégias a seguir devem fazer parte da rotina dos profissionais da área médica. Confira!

1. Tenha uma equipe bem treinada

Investir em treinamentos, cursos de aperfeiçoamento em atendimento ao público ― específicos para a área da saúde ― é fundamental. Além de garantir uma maior qualidade no atendimento, treinamentos voltados para o desenvolvimento pessoal dos profissionais também aumentam a retenção de talentos.

É necessário que as pessoas que trabalham na recepção, atendimento ou mesmo realizando pequenos procedimentos estejam bem treinadas e sigam uma mesma linha de comunicação a abordagem com os pacientes. Na perspectiva do paciente, representam de forma conjunta o cuidado que o hospital, clínica ou consultório tem por eles.

2. Saiba humanizar e personalizar o atendimento

Conhecer e reconhecer cada uma das pessoas que chegam à unidade de atendimento é essencial para manter um relacionamento mais próximo entre médico e paciente. Cada pessoa é única e merece ser tratada, ouvida e atendida com prioridade e exclusividade. Não faça de seus pacientes meros números, por mais corrida que seja sua rotina.

3. Proporcione conforto e entretenimento

Montar um espaço adaptado a todos os tipos de necessidades, com corredores amplos, móveis bem posicionados e sem desníveis ou degraus é o primeiro passo para proporcionar um bom atendimento. Outro ponto essencial é planejar o número de assentos e seus modelos de acordo com o volume de pacientes que o local receberá por dia/hora.

Lembre-se de que muitas pessoas vão às consultas acompanhadas e é preciso, também, oferecer conforto para os acompanhantes. Mantenha a recepção com meios de entretenimentos, como revistas atualizadas de assuntos diversos, encartes com informativos e dicas de saúde e bem-estar. Uma TV ou um som ambiente podem ser boas alternativas também. E nos dias atuais, Wi-fi liberado é um ponto a favor!

4. Use a tecnologia para otimizar o atendimento ao paciente

A tecnologia pode lhe trazer maior segurança e confiabilidade nos dados, assim como maior velocidade no atendimento de pacientes. Invista em softwares para otimizar e agilizar rotinas internas. Muitos programas voltados para área médica eliminam os antigos prontuários de papel e facilitam quando é necessário resgatar alguma informação sobre determinada pessoa. Com manutenção e realizando backup com frequência, além de uma cópia na nuvem, os dados não vão se perder e poderão ser acessados de qualquer lugar.

5. Saiba ouvir e seja claro ao se comunicar

Ouça com atenção o que o paciente tem para lhe contar. Alguns pacientes fazem questão de se sentir parte da tomada de decisões enquanto outros querem que o processo fique todo do lado do médico. Entender o paciente é essencial. 

Uma comunicação clara e objetiva traz confiança e ajuda o paciente a seguir corretamente com tratamentos. Transforme os termos médicos em exemplos fáceis de serem assimilados. Verifique com o paciente se ele realmente entendeu questões de diagnóstico e orientações para após a saída. Uma falha na comunicação de orientações pode gerar frustração com o atendimento recebido mesmo após a saída da unidade. 

 

 

Gostou das nossas dicas de como melhorar o atendimento ao paciente e quer receber mais artigos como esse? Não deixe de assinar nossa newsletter!